Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

Novo ano, dados novos, novas perspectivas!!!

Neste primeiro post de 2013, além de desejar aos leitores e visitantes deste blog um feliz 2013, é importante registrar alguns dados que o movimento do OA  nos proporcionou e, que mostra que as iniciativas do OA continuam sendo implementadas, mostrando que o movimento OA continua mais atuante do que nunca, para tanto, recomendo a leitura do sítio EOS – Enabling Open Scholarship, no qual o leitor poderá encontrar argumentos interessantes que justificam a necessidade de estabelecimento de políticas que tornem obrigatório o depósito dos resultados das pesquisas em  repositórios institucionais. Ou seja, não basta a implementação de repositórios institucionais, é preciso o estabelecimento de políticas que tornem obrigatório, aos pesquisadores de uma instituição, o depósito dos resultados de suas pesquisas publicados em uma revista científica. No referido link, é mostrado que, inicialmente, quando o repositório central do NIH foi implantado, apenas 4% dos resultados de pesquisa eram depositados e, após a aprovação de uma lei, nos EUA, tornando obrigatório, à todos os pesquisadores que receberam financiamento para suas pesquisas, o depósito dos resultados dessas pequisas, no referido repositório central, o PUBMedCentral, o percentual de resultados de pesquisas depositados saltou para 56% (estima-se que anualmente o NIH financia algo em torno de 80 mil pesquisas).

Segundo o sítio do EOS – Enabling Open Scholarchip towards Open Research & Scholarship, existem, atualmente, o seguinte quadro de  políticas registradas, provenientes de todas as partes do mundo:

 131 Políticas Institucionais tornando o depósito da produção científica obrigatória
      1 Política Multi-institucional OA, ou seja, política adotada para mais de uma instituição
    31 Políticas OA de Departamentos, ou seja, política OA para um departamento
    52 Políticas estabelecidas por Agências de Fomento a seus beneficiários
 215 Total de Políticas 
Aproveitei este momento para visitar o sítio ROARMAP, sítio onde as pessoas e/ instituições registram as suas políticas, para verificar como o Brasil estava em termos do registro dessas políticas. Lá encontrei a seguinte situação:
Brazil, House of Representatives (03 Jun 2007)

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca/Fiocruz (23 Oct 2012)

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS (14 Jun 2011)

Universidade Federal do Rio Grande, FURG (01 Jun 2011)

Universidade de São Paulo – USP (07 Oct 2011)

University of São Paulo / Universidade de São Paulo (USP) (05 Nov 2012)

O sítio ROARMAP mantém o registro do PL 1120/2007, que infelizmente foi arquivado pela Câmara dos Deputados. Em seguida, aparece o registro das políticas da Fiocruz, realizado no dia 23 de Outubro de 2012, além das políticas que já se encontravam registradas, desde o ano de 2011, da UFRGS e da FURG.  Infelizmente, ainda continua o registro equivocado da biblioteca digital de teses e dissertações da USP. Por outro lado, encontramos acertadamente, o registro da Política Institucional, aprovada no ano que passou e, registrada no dia 05 de Novembro de 2012.  Enfim, o Brasil conta com apenas 4 políticas institucionais registradas. Infelizmente, as outras instituições que implantaram os seus repositórios institucionais ainda não registraram as suas políticas. Esse fato pode ser justificado pelo fato de a grande maioria das universidades brasileiras que receberam os equipamentos do IBICT, ainda não terem aprovada a sua Política Institucional de Informação.  Soube, no final do ano que passou que, a UnB teria aprovado a sua Política Institucional de Informação. Portanto, em breve teremos mais uma política registrada no referido sítio.

Assim, mais um ano se inicia, e as nossas expectativas quanto ao progresso das iniciativas do OA, no País, se renovam. Assim, os nossos parabéns à UFRGS, à FURG, à FIOCRUZ e à USP por terem efetivamente estabelecido as suas PII, assim como, ter colocado em operação os seus respectivos RI.

Quiçá, possamos iniciar 2014 com pelos menos mais 40 Políticas Institucionais de Informação (PII) registradas. Apenas relembrando, nesta parte final do post menciono o ano de 2014, portanto, aquelas instituições que ainda não firmaram as suas PII, estas terão mais 360 dias para fazê-lo. Afinal, trata-se de um compromisso institucional junto ao IBICT/FINEP, órgãos do governo federal.

Aproveitando este momento, não posso deixar de enviar um pequeno recado ao Senado Federal, que até o momento, passados praticamente 2 (dois) anos do registro do PLS 387/2011, que coloque o referido PLS em pauta, discuta-o e aprove-o, dando seguimento ao seu processo de discussão e aprovação. Afinal, no próximo mês de 5 de julho a matéria completará o seu terceiro ano da data de sua submissão.

Anúncios

janeiro 5, 2013 - Posted by | artigo | , ,

3 Comentários »

  1. Olá Kura,
    Também a PII da Universidade Federal de Lavras foi registrada em janeiro no http://roarmap.eprints.org/. Apesar de não ser mandatória, assumimos o compromisso determinado no edital. Mas já tive resposta do reitor que em breve ela será revisada e se tornará obrigatória, só questões de ajustes. Abço

    Comentário por Simone | maio 8, 2013 | Responder

    • Olá Simone,

      Obrigado pela sua mensagem e também pelas informações adicionais que vc me enviou.
      Posteriormente, farei um post no blog a respeito.

      Um abraço.
      Kura

      Comentário por Helio Kuramoto | maio 8, 2013 | Responder

    • Parabéns Simone.

      Um abraço.
      Kura

      Comentário por Helio Kuramoto | agosto 1, 2013 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: