Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

Pesquisa mostra números sobre RI em universidades localizadas em diversas partes do globo terrestre

Primary Research Group lançou, recentemente,  uma obra que análisa os números provenientes de um levantamento sobre repositórios digitais institucionais em diversas universidades localizadas em diversas partes do globo terrestre.  O estudo, publicado em 225 páginas,  examina  custos, políticas e planos futuros de pesquisa acadêmica e repositórios de bibliotecas digitais, com dados desagregados por tamanho e tipo de instituição, entre outras variáveis. Alguns dos diversos tópicos abordados, incluem: orçamentos, marketing, recursos humanos, estatísticas detalhadas sobre o acesso, downloads e cooperação entre faculdades, catalogação, gestão de direitos, o impacto sobre a reputação institucional acadêmica, os esforços para desenvolver empreendimentos editoriais e redes de revisão por pares.

Seguem,  algumas das muitas descobertas obtidas pelo estudo:
– O orçamento médio anual dos repositórios na amostra é de 84.240 dólares;
– Somente 18,42 % de todos os repositórios pesquisados ​​contém palestras (notas ou vídeo), cursos, e/ou materiais assemelhados;
– De um modo geral, quanto maior for a instituição, maior a probabilidade de o seu repositório  conter arquivos de áudio e vídeo;
– Uma média de 5,82% de todos os downloads das instituições incluídas na amostra vêm do Canadá;
– Um pouco menos de um quarto dos repositórios na amostra publicam um relatório anual;
– Apenas 2,63 por cento dos participantes da pesquisa dizem que o repositório cobra qualquer tipo de taxa para todos os artigos ou downloads (incluindo taxas destinadas apenas para a recuperação de custos).
– 30,56% dos repositórios pesquisados ​​fornecem aos seus autores, seja por meio de um e-mail,  ou seja por meio de acesso a algum tipo de registro que, periodicamente, informa  o número de downloads de seus materiais;
– Apenas 8,11% dos participantes informam que há um sistema local em vigor para que os autores se comuniquem com aqueles que têm solicitado o dowload de seus artigos, seja por meio  de mensagens instantâneas, fóruns, ou outros meios;
– Apenas 5,41% dos participantes dizem que o repositório tem – seja sozinho ou em conjunto com outros – estabelecido alguma forma de rede de peer review;
– O número médio de horas-homem de trabalho bibliotecário e técnico bibliotecário necessário, por ano,  para operar e comercializar o repositório digital é 3.186,5 horas.

Vejam algumas das estaísticas obtidas por esse estudo clicando aqui.

Participaram desse estudo universidades importantes como Australian National University, Cornell University, Johns Hopkins University,  National College of Ireland, Rutgers University, a Naval Postgraduate Schools, a University of British Columbia, SUNY Buffalo, a University or Warwick. Infelizmente, nenhuma universidade brasileira paticipou desse estudo, isto mostra o estágio em que as universidades brsileiras se encontram no que se refere às iniciativas do Open Access.

Anúncios

agosto 18, 2012 - Posted by | artigo | , , , ,

1 Comentário »

  1. […] Confira a notícia completa: http://kuramoto.blog.br/2012/08/18/pesquisa-mostra-numeros-sobre-ri-em-universidades-localizadas-em-… […]

    Pingback por Publicado e-book com dados sobre repositórios institucionais | Vértice Books | setembro 1, 2012 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: