Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

O Acesso Livre (OA) Significa Antecipar o Acesso à Pesquisa

Em seguida aos questionamentos anteriores, o  Office of Science and Technology Policy (OSTP) faz a seguinte pergunta:

Que tipo de acesso a estas publicações é necessário para maximizar o crescimento econômico dos EUA e melhorar a produtividade de seus empreendimentos científicos?

Stevan Harnad responde dizendo que o que é exigido é o  acesso livre, em linha,  para todos os usuários  à versão final do artigo revisado por pares. Aforma de fornecê-lo é tornar obrigatório, ou seja exigir que esta versão proveniente de todas as pesquisas financiadas com recurss públicos sejam depositadas (auto-arquivadas) no repositório institucional do seu pesquisador imediatamente à aceitação de sua publicação.

É importante também especificar que o locus do depósito direto deve ser o repositório institucional da instituição à qual se vincula o pesquisador e não um repositório central externo ou repositórios temáticos. Após este depósito, o referido repositório instiucional pode automaticamente exportar seus conteúdos para um repositório central ou temático – e/ou os repositórios central e temático podem automaticamente coletá-los – para consulta e navegação.

Mandatos/Políticas OA reforçam-se mutuamente. Se forem complementares, o depósito institucional convergente torna-se obrigatório tanto pelas agências de fomento quanto pelas insituições (universidades e instituições de pesquisa), ao invés de competirem desnecessarivamente por meio de  depósitos divergentes em múltiplos repositórios instituicionais/centrais/temáticos. Assim as instituições – fornecedoras universais de todas as pesquisas científicas financiada com recursos públicos e não financiadas – estarão em posição de reforçar, monitorar e garatir o cumprimento dos mandatos/políticas de acesso livre das agências de fomento. Isto encorajará também as instituições a adotar o depósito obrigatório de suas próprias pesquisas, para todos os artigos resultado de pesquisa. Revisado por pares, financiadas e não finaciada com recursos públicos. Isto, por sua vez, aumentará o escopo e os benefícios dos mandatos/políticas das agências de fomento, muito além das pesquisa que eles financiam (veja a Figura 1, para a importância de obter o resto das pesquisas mundiais, para o Acesso Livre recíproco, de forma que cada um possa se beneficiar completamente).

Figura 1. Gráfico mostrando a análise Benefício/Custo para o Reno Unido feita por Houghton et al.

Muitas universidades já têm seus repositórios, construídos a partir de pacotes de software livre, tais como o Dspace e Eprints. Mas, para os pesquisadores beneficiários de financiamento com recursos públicos cujas instituições não tenham o seu próprio repositório, existem repositórios bak-up, como o OpenDepot, criado especificamente para desempenhar a mesma função até que a instituição tenham o seu próprio repositório, quando então a instituição poderá importar todos os depósitos de seus pesquisadores.

De forma ideal, o acesso aos depósitos devem ser abertos imediatamente ao depósito, de maneira que a assimilação e impacto possa ser maximizado imediatamente. A vantagem do impacto de uma pesquisa em acesso livre mostrou não apenas que o impacto é perdido se a pesquisa não se encontra em acesso livre, mas que o acesso tardio não necessariamente recupera o impacto perdido; Muitas vezes é importante a pesquisa ganhar visibilidade enquanto o ferro está quente, caso contrário o resultado pode não atingir todo o seu potencial impacto.

Veja maiores detalhes no artigo

Gentil-Beccot A, Mele S, Brooks T.C. (2010) Citing and reading behaviours in high-energy physics. Scientometrics. 2010;84(2):345–55

Figura 6. Gráfico apresentando vantagens do impacto de uma pesquisa em Acesso Livre Open Access Incluindo a vantagem do acesso antecipado na área de Física

ArXiv – Repositório Temático de Acesso Livre que contém artigo provenientes da area de Física e outras áreas.

Stevan observa que o impacto perdido provocado pelo acesso tardio não constitui apenas em  atraso, alguns desses acessos tardios podem provocar a perda permanente de impacto. É por isso que qualquer restrição ao acesso é prejudicial para a pesquisa

Porém,  se as agências de fomento concorda , no entanto, em permitir um embargo temporário sobre acesso livre, o tempo  permitindo esse embargo deve ser mínimo – não mais que 6 meses. Enquanto isso, o depósito obrigatório deve ser feito imediatamente após a aceitação para publicação. Durante o período de embargo o pacote de software que administra o repositório deve tornar possível, aos pesquisadores individuais, solicitar – e os autores  fornecerem – uma única cópia do artigo embargado para o usuário individual para fins de pesquisa com apenas um clique do solicitante e um clique do autor.  (Isto não é um acesso completamente livre, mas pode ajudar no atendimento às necessidades de informação do usuário  durante o embargo.)

Maiores detalhes sobre esta funcionalidade podem ser encontrado no artigo que segue:

Sale, A., Couture, M., Rodrigues, E., Carr, L. and Harnad, S. (2012) Open Access Mandates and the “Fair Dealing” Button. In: Dynamic Fair Dealing: Creating Canadian Culture Online (Rosemary J. Coombe & Darren Wershler, Eds.)

ABSTRACT:  Trata-se da descrição do botão “Fair Dealing” , uma funcionalidade desenhada para autores que depositaram seus artigos  em um Repositório Institucional de Acesso Livre, cuja permissão de acesso é restrita  “Closed Access”  (isto significa que apenas os metadados são visíveis, mas não o texto integral do artigo), portanto, o seu acesso não está liberado. O referido botão permite aos usuários individuais  solicitá-lo aos seus autores e estes fornecem uma simples cópia do referido artigo via um processamento semi-automatizado de email.  O propósito desse botão é atender as necessidades de uso da pesquisa durante o seu embargo ou restrição ao Acesso Livre e, mais importante, trnar possível às instituições a adoção da política “Depósito imediato/acesso opcional”, sem exceções. Esta facilidade evita a adoção de mantados/políticas que permiterm o depósito tardio ou isenção de depósitos, depnedência das cláusulas de embargo ou permissões dos editores  (ou nenhum mandato). Isto e apenas o “Acesso Quase livre” ( “Almost-Open Access” . Apesar de ser uma cláusula de exceção nos mandatos/políticas que estabelecm o depósito imediato, esta facilidade vai acelerar o advento do Acesso Livre Universal.

Anúncios

janeiro 14, 2012 - Posted by | artigo | , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: