Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

Cuidados com os conceitos

A declaração Budapest Open Access Initiative, resultado da reunião ocorrida nas datas de 01-02 de dezembro de 2001 propôs duas estratégias para se alcançar o Acesso Livre à Literatura Científica: 1) o Auto-Arquivamento, posteriormente denominado de Green Road; e 2) Publicações de Acesso Livre, posteirormente denominado de Golden Road. Portanto, ambas as estratégias visam tornar os cerca de 2,5 milhões de artigos publicados anualmente em cerca de 24 mil revistas com revisão por pares. Assim, o objeto principal do acesso livre são os artigos publicados em revistas com revisão por pares. Esses são os objetos alvo do Open Access.

Qualquer outra iniciativa diferente dessas duas estratégias não se encaixam nos objetivos do Open Access. Isto significa que teses e dissertações, livros ou outro tipo de monografia, assim como os objetos de aprendizagem e outros documentos não são aderentes aos objetivos do Open Access e as únicas estratégias preconizadas pelo acesso livre são a via Verde e a via Dourada, sendo a via Verde a estratégia que oferece a melhor relação custo-benefício.

Anúncios

novembro 8, 2011 - Posted by | artigo | , , ,

2 Comentários »

  1. Caro Kuramoto, esse post me causou algumas dúvidas:

    Se iniciativas como a criação de BDTDs não se encaixam nos objetivos do Open Access, onde elas se encaixariam?
    Outra pergunta, alguns autores afirmam que os depósitos podem ser feitos por terceiros, isso depende da política do repositório. Então, um Rl (por exemplo) que não permitir o auto-arquivamento por uma questão política, não poderá ser considerado do movimento OA?

    Comentário por Ráisa Mendes | dezembro 23, 2011 | Responder

    • Prezada Raísa,

      a BDTD é uma iniciativa que se encaixa no registro e disseminação da produção científica. As teses e dissertações são parte da produção científica.

      O RI, independente da forma de depósito, que tenha sido desenvolvido com base em uma política que determine o depósito de artigos publicados em revistas científicas faz parte do Open Access. A questão do auto-arquivamento refere-se à estratégia de alimentação. Eu tenho o entendimento que esta estratégia possibilidade maior agilidae e distribuição no processo de alimentção dos RI, pois, elimina os problemas relacionados à necessidade de o autor ter que assinar um documento autorizando a biblioteca ou quem quer que seja a depositar o seu artigo. A obrigatoriedade de emissão de um documento autorizando o depósito por parte de terceiros é uma exigência das procuradorias jurídicas das universidades para protegê-las de eventuais ações que possam ser ajuizadas pelas respectivas editoras das revistas de onde o artigo foi extraído.

      O que caracteriza o RI como parte da estratégia da via Verde preconizada pelo OA é o fato de o RI conter artigos publicados em revistas com revisão por pares e não a sua forma de alimentação.

      Se tiver ficado alguma dúvida, não exite em fazer novos comentários.

      Aproveitando que o ano de 2011 está acabando, receba os meus votos de um Feliz Natal e um 2012 repleto de saúde, paz, prosperidade e sucesso em seus projetos.

      Cordiais saudações.
      Helio Kuramoto

      Comentário por Helio Kuramoto | dezembro 23, 2011 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: