Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

Destaques apresentados pelo levantamento realizado pelo projeto SOAP

Seguindo a série de posts sobre o SOAP, após a divulgação das várias apresentações em video proporcionados pelos responsáveis pelo projeto Study of Open Access Publishing (SOAP), divulgo aqui neste blog o paper publicado por Salvatore Mele, na qualidade de coordenador do projeto, e sua equipe. Aproveito para agradecer a Ana Paula Azevedo, que vem acompanhando de perto todas as iniciativas de OA e, gentilmente, tem me enviado informações.

Neste artigo, Salvatore e sua equipe apresenta algumas conclusões advindas dos dados coletados no levantamento realizado junto a pesquisadores de todo o mundo, em diversas áreas do conhecimento. Este levantamento obteve cerca de 40 mil respostas ao seu questionário.

Trata-se de um artigo ainda preliminar a uma avaliação mais profunda dos resultados virão futuramente. Entretanto, este artigo mostra um dado que considero, de todos, o mais importante: cerca de 90% das respostas ao levantamento consideram que o OA ou, acesso livre, é benéfico para a pesquisa, nas diversas áreas do conhecimento, e contribui diretamente na forma em que a comunidade científica trabalha. Ao mesmo tempo, este levantamento indica que uma faixa de 8 a 10% dos artigos são publicados anualmente em periódicos de acesso livre. Salvatore indica ainda que as grandes barreiras que os pesquisadores consideram para publicar em periódicos de acesso livre são: 1) a falta de financiamento das taxas de publicação; 2) a falta de alta qualidade de algumas dessas publicações em áreas muito específicas do conhecimento. É observado também que muitos pesquisadores publicam em periódicos de acesso livre, os quais, não utilizam o modelo “autor-paga”. Um outro dado importante é o fato de os pesquisadores/autores selecionarem o periódico que pretedem publicar, com base, apenas no fator de impacto da publicação e, que o fato de o periódico ser ou não OA não influenciam na sua escolha.

Anúncios

fevereiro 24, 2011 - Posted by | Sem categoria | , ,

1 Comentário »

  1. […] Curiosamente, este artigo não se encontra em nenhum repositório de acesso livre, pelo menos, eu ainda não o descobri, mas consegui obtê-lo por intermédio da biblioteca do Arizona State University (ASU). Mas, certamente, os colegas que trabalharem em uma das universidades federais brasileiras ou instituições que mantêm convênio com o Portal da Capes poderão ter acesso ao artigo, que é muito interessante. Este artigo traz algumas conclusões como: 1) as regiões emergentes ou periféricas possuem maior quantidade de revistas OA, aliás, esta conclusão já havia sido enunciada por ALPERIN, FISCHAMN & WILLINSKY em artigo publicado na revista LIINC; 2) o número de revistas revistas da via verde supera, em muito, o número de revistas da via ouro – neste ponto é importante entender o que se entende por revistas da via verde, estas são publicações que permitem aos autores dos artigos publicados em suas revistas a depositá-los em repositórios de acesso livre; 3) os benefícios provenientes do OA, relacionados com a visibilidade das revistas, na estratégia da via verde, paradoxalmente, esta vantagem não é emprestada pelo OA, por si só, mas pela qualidade dos artigos/revistas, independentemente do seu modo do acesso. Esta última conclusão apenas corrobora alguns dos resultados do levantamento SOAP, publicado neste blog. […]

    Pingback por Mais um estudo confirma a eficácia da via verde | Blog do Kuramoto | maio 23, 2011 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s