Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

Acesso livre e acesso livre, há diferenças?

A propósito de notícia veiculada de que “Editoras cortam o acesso livre a países pobres”, é importante esclarecer que acesso livre é este para evitar mal entendidos que possam vir a enfraquecer as iniciativas do acesso livre ou Open Access. Lendo a notícia veiculada, tanto no Brasil quanto em diversos órgãos no exterior, verifica-se que as editoras que tomaram tal decisão são parceiras da iniciativa HINARI. O que é HINARI?

HINARI é o acrônimo de Health InterNetwork Access to Research Initiative. Trata-se de uma iniciativa internacional para fornecer o acesso livre ou de baixo custo à maioria das revistas na area biomedical, e áreas relacionadas com as ciências sociais, a instituições públicas em países em desenvolvimento. Tal iniciativa busca melhorar a saúde pública, facilitando o fluxo da informação sobre saúde, usando a Internet. Os elementos centrais do projeto são conteúdos, conectividade via Internet e capacitação.

Elegibilidade para a adesão a esta iniciativa baseia-se no Produto Interno Bruto (PIB) per capita. Instituições provenientes de países com PIB per capita abaixo de US$ 1.000 são elegíveis para o acesso livre à literatura. Instituições provenientes de países onde o PIB per capita se situa entre US$ 1.000 e $ 3.000 são elegíveis para o acesso a preços reduzidos. Portanto, tal iniciativa beneficia, de foma idônea, pesquisas, pesquisadores e instituições governamentais provenientes de países que possuam um PIB per capita que se localize nas faixas mencionadas.

HINARI foi lançado pelo Secretary General of the United Nations em Setembro de 2000 e é coordenada pela World Health Organization (WHO). Esta iniciativa integrou parceiros públicos e privados com o propósito de assegurar o acesso equitativo a informação da área de saúde. Tal iniciativa reconhece a eligibilidade de instituições de 113 países. Atualmente, mais de 1000 instituições de saúde estão registradas para ter acesso livre ou acesso a baixo custo a coleções de revistas. HINARI tem estabelecido parcerias com editors da area biomedical, superando hoje a 2000 revistas para o mundo em desenvolvimento.

A notícia veiculada de que “Editoras cortam acesso livre aos países pobres” refere-se às editoras que fizeram parceria com a iniciativa HINARI. Isto não significa que as editoras que publicam revistas Open Access tenham cortado o acesso livre aos países pobres. É importante fazer esta distinção para não provocar mal-entendidos. Os editores que tornaram as suas revistas Open Access adotaram um modelo de negócio que tornam tais revistas acessíveis livremente, independentemente, se quem as acessa é um país rico ou pobre.

O acesso livre promovido pela iniciativa HINARI não tem nada a ver com as estratégias do Open Access ou acesso livre. Tal iniciativa não promove nem a estratégia da via dourada e nem a da via verde. Ela simplesmente promove o acesso livre mediante acordos ou parcerias negociados segundo os seus preceitos. Portanto, o corte do acesso livre não é proveniente de revistas verdadeiramente Open Access.

Anúncios

fevereiro 14, 2011 - Posted by | Sem categoria | ,

1 Comentário »

  1. […] This post was mentioned on Twitter by darklibrarian, Helio. Helio said: Acesso livre e acesso livre, há diferenças? http://wp.me/p6869-kl […]

    Pingback por Tweets that mention Acesso livre e acesso livre, há diferenças? | Blog do Kuramoto -- Topsy.com | fevereiro 15, 2011 | Resposta


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: