Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

FRPAA: mais um pequeno passo para a humanidade?

Barbara Kisop, secretária do consórcio ELECTRONIC PUBLISHING TRUST FOR DEVELOPMENT, declara seu apoio ao FRPAA – Federal Research Public Access Act, projeto de lei que tramita no congresso americano. Este projeto de lei estende a política de depósito estabelecida pela lei aprovada para o livre acesso aos resultados de pesquisas financiadas pela National Institute of Health (NIH) às onze agências de fomento americanas.

Seguem alguns trechos da sua carta de apoio ao FRPAA:

“A quem possa interessar: A reintrodução do ato (projeto de lei) que institui o acesso público aos resultados de pesquisas financiadas com recursos federais, que garantirá, em tempo útil,  o livre acesso em linha aos resultados publicados das pesquisas financiadas pelas onze agências federais americanas é um desenvolvimento muito promissor para a grande maioria dos pesquisadores que trabalham em regiões economicamente mais desfavorecidas. Os institutos de pesquisa que atuam nos países em desenvolvimento são muito limitados pela sua incapacidade de acesso aos resultados de pesquisas atuais.

Hoje há um entendimento de que a maior parte dos problemas globais espera ser tratada e resolvida por intermédio da pesquisa. Problemas tais como:  as alterações climáticas e a proteção ambiental, doenças infecciosas, como tuberculose, malária, gripe aviária e humana, a agricultura e a ciência dos alimentos, por exemplo exigem conhecimentos e colaboração internacional . O livre intercâmbio de resultados de pesquisas é fundamental para a solução de muitos problemas enfrentados pela humanidade.

A crescente conscientização e adoção da “abertura” nos Estados Unidos e em outros lugares é uma postura extremamente promissora. Ao publicar os resultados de pesquisas, o movimento Open Access está avançando fortemente e com a introdução da Política de Acesso Público do NIH, juntamente com aqueles adotados por todos os conselhos de investigação do Reino Unido, o Wellcome Trust e mais de 200 outras importantes organizações de pesquisa, incluindo Harvard e MIT (ver ROARMAP Para obter uma lista completa) é uma prova da prática natural que os cientistas seguem em compartilhar suas descobertas.

Esta “abertura” se reflete em um número de iniciativas  de países em desenvolvimento  (por exemplo, na Índia, a agência governamental CSIR é executado com sucesso um programa Open Source Drug Discovery), uma vez que não apenas traz benefícios para o progresso da pesquisa, mas também demonstra a força de organizações de pesquisa, além de conduzir a benefícios econômicos reais para os países (veja ‘The economic implications of alternative publishing models’).

A Electronic Publishing Trust for Development é um consórcio internacional, registado no Reino Unido, que vem trabalhando há mais de uma década para apoiar o livre intercâmbio de resultados de pesquisas científicas, não só entre os pesquisadores de países desenvolvidos e em desenvolvimento, mas também pelo aumento da visibilidade de pesquisas inéditas provenientes de regiões onde os problemas são mais intensamente vivenciados. Por isso, saudamos a reintrodução da lei FRPAA e saber que sua aprovação poderia melhorar muito o progresso da pesquisa em todo o mundo.”

Anúncios

maio 30, 2010 - Posted by | Sem categoria | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: