Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

Repositórios Institucionais: principal caminho para o acesso livre

O post publicado por Stevan Harnad em seu blog Open Access Archivangelismo, mostra a importância das iniciativas de implantação de repositórios digitais nas universidades, centros de pesquisas e agências de fomento, que faz parte da estratégia via verde ou Green road. Stevan Harnad mostra com muita propriedade e autoridade que a via verde, neste momento, é mais importante que o desenvolvimento das iniciativas aderentes à via dourada ou Gold road.

Nós já tínhamos esta percepção quando em 2005 submetemos projetos à Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), assim como, quando, em 2007, articulamos junto ao Deputado Rodrigo Rollemberg o projeto de lei 1120/2007, que torna obrigatório às universidades públicas e aos centros de pesquisa científica a construção ou desenvolvimento de repositórios institucionais. Desde 2005 estamos promovendo, por intermédio do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) a construção de repositórios institucionais nas universidades brasileiras. Além disto, desde 2005 iniciamos um trabalho de sensibilização e articulação junto a todos os setores da comunidade científica. Em novembro de 2009 conseguimos distribuir 33 (trinta e três) kits tecnológicos às universidades e institutos de pesquisa públicos brasileiros.

No entanto, todo o processo de sensibilização e construção de repositórios nas universidades mostrou-se muito lento. O mesmo acontece com a aprovação do PL 1120/2007, que submetido há três anos, ainda hoje encontra-se na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados.

A expectativa de Stevan Harnad é que a construção de repositórios institucionais, temáticos e centrais seja em nível universal ou global. A minha expectativa é mais modesta, ou seja, que todas as universidades públicas brasileiras construam os seus repositórios institucionais, mesmo que o PL 1120/2007 ainda não tenha sido promulgado e transformado em lei.

Se as expectativas de Stevan Harnad se concretizarem, a comunidade científica global certamente terá acesso à toda produção científica mundial. No caso brasileiro, se todas as universidades públicas brasileiras se conscientizarem e construírem os seus repositórios, certamente, a nossa comunidade poderá ter, não apenas acesso à sua produção científica, mas também o governo terá a oportunidade de conhecer qual a sua produção científica, de ter maior transparência e governança nos investimentos em ciência. E, com toda a certeza, haverá maior otimização e planejamento nos investimentos em ciência no País. A sorte está lançada, caberá às universidades, agências de fomento e pesquisadores contribuir para a efetiva construção dos seus repositórios institucionais e beneficiar-se das vantagens que essas iniciativas provocam. Certamente, a sociedade poderá ver e comprovar os resultados provenientes do pagamento de seus impostos. Enquanto isto, a comunidade científica brasileira alcançará maior visibilidade e, poderá, vivenciar a internacionalização da ciência brasileira.

Costumo dizer que o sucesso das iniciativas desenvolvidas desde 2005 passa pela maior interoperabilidade humana, ou seja, que haja maior compreensão por parte dos nossos dirigentes que atuam na comunidade científica, compreensão e boa vontade por parte dos nossos pesquisadores, pois os maiores beneficiados serão eles próprios. Não se trata de falta de recursos financeiros ou tecnológicos. Há mais de um ano, o IBICT, mantém processo de distribuição de equipamentos para que as universidades e demais instituições de pesquisa possam construir e implantar os seus repositórios institucionais. Se existe disponbilidade de equipamentos, o que mais seria necessário? Basta, um pouco mais de vontade política.

Um bom exemplo é o caso da Universidade de Brasília, que hoje ocupa a décima primeira colocação entre as universidades brasileiras. Este fato acontece em grande parte devido à implantação do seu repositório institucional.

Anúncios

maio 2, 2010 - Posted by | Sem categoria | ,

1 Comentário »

  1. […] Blog do KuramotoData: […]

    Pingback por Repositórios Institucionais: principal caminho para o acesso livre | super6 | setembro 1, 2014 | Resposta


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: