Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

A importância da competência técnica

O Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) tem ainda um quadro de técnicos especializados muito forte e capaz, apesar do desmanche que as adminstrações públicas vêm sofrendo nas últimas décadas.  São poucos, mas tratam-se de pessoas que amam e lutam pelo instituto e apesar das dificuldades, das restrições, das condições de trabalho, da competitividade e das pressões externas. Foram esses técnicos que conseguiram manter essa organização ativa e na vanguarda. Sem esse espírito, certamente, hoje o Instituto não teria condições de:

  •  hospedar uma das maiores bibliotecas digitais de teses e dissertações do mundo;
  • absorver e formar competência técnica no uso e desenvolvimento do modelo Open Archives;
  • construir e manter a maior rede de repositórios digitais compatível com Open Archives no hemisfério sul;
  • promover o desenvolvimento de mais de 650 publicações periódicas científicas de acesso livre;
  • absorver e customizar tecnologias como o Open Journal System, o Dspcae, o Eprints, o Open Conference System;
  • promover, no país, o desenvolvimento de repositórios institucionais de acesso livre;
  • liderar todas as iniciativas de acesso livre no País.

Enfim, é evidente que sozinho eu seria incapaz de tantas realizações e elas somente foram possíveis devido a esses abnegados técnicos, os quais propositadamente não nomeio nesta matéria com receios de cometer injustiças ou omissões. É esta competência que o Instituto deve preservar e ampliar para o bem da ciência brasileira e do seu desenvolvimento científico.

Anúncios

maio 25, 2009 - Posted by | Sem categoria | ,

2 Comentários »

  1. Prof. Kuramoto,

    Estou escrevendo monografia de especialização em Gestão do Conhecimento sobre repositorios institucionais. Tenho uma dúvida: qual a diferença dos repositorio para uma biblioteca digital? É o repositorio uma especie de biblioteca digital? Eles podem conter os mesmos tipos de documentos,. O que os diferencia?

    Atenciosamente,
    Paulo

    Comentário por Paulo | maio 25, 2009 | Responder

    • Prezado Paulo,

      boa pergunta. Hà algum tempo atrás eu postei uma série de comentários sobre conceitos de repositórios, veja no link:
      http://kuramoto.blog.br/2008/12/08/distinguindo-os-conceitos-de-repositorios-e-publicacoes-eletronicas/
      Sim, repositórios digitais podem ser considerados bibliotecas digitais. A diferenciação se faz quando construimos um repositório institucional de acesso livre, nesse caso eu estou me referindo apenas a uma biblioteca digital contendo a produção científica revisada de uma instituição. Não entram qualquer documento como em uma biblioteca digital genérica.

      Qualquer dúvida é só entrar em contato. Aproveite para ler a minha petição no site:

      http://www.ipetitions.com/petition/kuramoto

      Se estiver de acordo com as minhas idéias, peço, por gentileza apor a sua assinatura.

      Cordiais Saudações.
      Hélio Kuramoto

      Comentário por kuramoto | maio 25, 2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: