Blog do Kuramoto

Este blog se dedica às discussões relacionadas ao Open Access

Distinguindo os conceitos de repositórios e publicações eletrônicas

Mais, uma vez, não custa explicitar os conceitos para um melhor entendimento de todos quanto ao que significa um repositório digital, um repositório institucional, um repositório temático, uma publicação eletrônica.

Toda e qualquer aplicação sistematizada em uma estrutura de banco de dados constitue em um repositório digital. Esse talvez seja um conceito por demais tecnológico, mas em meu entendimento essa é uma das definições de repositório digital. Um repositório digital além de hospedar um conjunto de documentos eletrônicos, deve oferecer uma interface de busca de forma a facilitar o acesso a esse acervo eletrônico de documentos.

Um repositório digital pode servir a diversas aplicações, como por exemplo: hospedar os artigos de uma determinada revista ou de várias revistas, organizadas de acordo com a sua periodicidade e políticas editoriais. Um outro exemplo é hospedar um conjunto de documentos de uma organização mediante critérios de alimentação desses documentos,  ou seja de acordo com uma política que determine o tipo de documentos aceitos por este repositório. Esse repositório, assim conceituado, pode receber o nome de repositório institucional, podendo ou não ser de acesso livre, observando-se a política que define o seu conteúdo.

Um outro exemplo de repositório são as bibliotecas digitais de teses e dissertações de uma universidade ou de uma organização que integre diversas outras bibliotecas digitais de teses e dissertações como a BDTD do Ibict.

Portanto, pode-se observar que existem duas grandes camadas ou níveis de definição:  1) tecnológica; e 2) aplicação. O nível de aplicação é responsável, na maioria das vezes, pela caracterização da definição dada no âmbito da tecnológica. Daí surgem as diversas denominações, cada uma dependente de sua aplicação, conforme segue:

  • repositório institucional de acesso livre para designar os repositórios nos quais são depositados a produção científica de uma determinada instituição, obedecendo à política institucional de informação;
  • repositório temático para designar os repositórios especializados nos quais são depositados apenas documentos de uma determinada área do conhecimento;
  • repositório central de acesso livre para designar um repositório onde são depositados a produção científica de um conjunto de pesquisadores afiliados a diversos organismos; 
  • publicação periódica eletrônica ou revista eletrônica ou ejournal;
  • biblioteca digital de teses e dissertações eletrônicas;
  • repositório digital de teses e dissertações eletrônicas;
  • repositório digital de trabalhoa de conclusão de cursos;
  • repositório digital de anais de congressos, etc.
Anúncios

dezembro 8, 2008 - Posted by | Sem categoria | , ,

8 Comentários »

  1. Dr. Kuramoto, entao eu posso dizer que um repositorio digital e igual a uma biblioteca digital, nao posso

    Comentário por Sousa Junior | agosto 3, 2009 | Resposta

    • Prezado Sousa,

      eu não faço qualquer distinção entre esses dois termos, inclusive porque não há um conceito preciso sobre o que é uma biblioteca digital. Esse é ainda um tema polêmico. Um repositório digital pode ser considerado uma biblioteca digital, por que não?

      Cordiais Saudações
      Hélio Kuramoto

      Comentário por kuramoto | agosto 16, 2009 | Resposta

  2. Senhor Kuramato, se uma intitutição cria um arquivo digital e deposita documentos como fotografias, documentos de um herbário, e documentos científicos e históricos, todos digitalizados, e também vídeos. Posso dizer que é um repositório digital?

    Comentário por Karina Santos | outubro 19, 2013 | Resposta

    • Prezada Karina,

      Sim, um repositório digital suporta o arquivamento de todos esses tipos de documentos, inclusive vídeos e arquivos sonoros.

      Um abraço.
      Kura

      Comentário por Helio Kuramoto | outubro 19, 2013 | Resposta

  3. Professor Kuramoto,

    gostaria de saber se uma instituição que fomenta a pesquisa, através de bolsas de mestrado e doutorado, ao criar uma coleção desses trabalhos, o repositório pode ser considerado “repositório digital de teses e dissertações eletrônicas”? Sabendo-se que é obrigatoriedade de todos os bolsistas depositarem seus trabalhos de finalização de curso para a instituição que patrocina a bolsa de estudo, e que essa instituição não é de ensino e pesquisa.

    Abraços Fraternais, e parabéns pela excelente trabalho prestado às bibliotecas brasileiras.
    Robson Paixão.

    Comentário por Robson Paixão | março 26, 2014 | Resposta

    • Prezado Robson,

      Obrigado pelo envio de sua mensagem e questionamentos.

      Em princípio, não vejo qualquer dificuldade em aceitar que uma instituição de fomento construa o seu repositório digital para que os seus bolsistas depositem os seus trabalhos de conclusão dos cursos. Seria interessante, nesse caso,se entre os bolsistas enontram-se também bolsistas de graduação, que existam dois repositórios, um para a pós-graduação e outro para a graduação, no caso TCC, apesar de existirem trabalhos de TCC de boa qualidade e ao mesmo tempo existirem TCC de não tão boa qualidade. Mas, já é uma forma de dissseminar esses trabalhos (TCC) como um mecanismo de estímulo aos jovens pesquisadores.

      Aqui na UFMG, eu tenho dado aulas sobre planejamento de trabalhos técnico-científicos e, percebo que muitos alunos de graduação já busca se encaminhar à carreira de pesquisador e acho essa possibilidade de criação de um repositório digital de TCC uma excelente medida de incentivo a esses jovens. Não vejo qualquer empecilho técnico para isto, software para isto já existe, equiptos também. Assim, só falta o estímulo das instituições e, mesmo, uma instituição de fomento poderia empreender a criação de tais repositórios, inclusive para armazenar a produção científica obtida com os recursos que a referida instituição disponibilizou à comunidade científica.

      Bem, espero ter respondido ao seu questionamento. Caso tenha ficadao alguma dúvida, coloco-me à sua disposição para esclarecê-las.

      Meus agradecimentos pela sua simpática mensagem e também pelos elogios.

      Um abraço.
      Helio Kuramoto

      Comentário por Helio Kuramoto | março 26, 2014 | Resposta

    • Robson,

      “completando” a resposta do Kuramoto,

      > Seria interessante, nesse caso,se entre os bolsistas enontram-se também bolsistas de graduação, que existam dois repositórios, um para a pós-graduação e outro para a graduação, (…)

      A escolha entre manter um repositório conjunto ou repositórios separados será feita pela equipe encarregada do projeto.

      Eu discordo do professor e acredito que nesse caso o melhor seja um único repositório e um bom conjunto de metadados (para identificar quais trabalhos são de graduação e quais são de pós).

      Comentário por Raniere | março 26, 2014 | Resposta

      • Prezados Ranière e Robson,

        Nada impede que todo esse material seja depositado em um único repositórios, desde que eles possam ser identificados, ou seja, que o repositóiro contemple duas coleções: 1) a coleção de teses e dissertações; e 2) a coleção de TCC. Realmente a criação de dois repositórios pode trazer algum desconforto, pois, isto contribuirá para um gasto excessivo de recursos. Isso foi colocado de forma didática para um melhor entendimento de que se trata de dois tipos de materiais diferenciados e, que muitas vezes não atende à mesma clientela.
        Um exemplo desse tipo de aplicação pode ser visto no link http://www.lume.ufrgs.br/.
        Abraços.
        Helio Kuramoto

        Comentário por Helio Kuramoto | março 26, 2014


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: